(Looking for Eric, GBR/FRA/ITA/BEL/ESP, 2009)

33ª Mostra Internacional de CinemaComeça amanhã a 33ª Mostra de Cinema de São Paulo. Com títulos para todos os gostos e mais de 1400 sessões, serão duas semanas de agitação cinéfila na capital paulista. A cerimônia de abertura acontece hoje às 21h, para convidados, e é seguida pela exibição do divertido e envolvente À Procura de Eric.

O filme conta a história de um homem comum que não consegue conviver com os fantasmas de seu passado e muito menos com a realidade do seu presente. Ainda apaixonado por sua primeira esposa, Eric foi abandonado pela segunda, que deixou também os filhos para trás.

Os únicos com quem o carteiro inglês pode contar são seus amigos e colegas de trabalho. Sua inércia tem que acabar quando a filha do primeiro casamento precisa de ajuda para completar a faculdade e quando o enteado mais velho se envolve com pessoas perigosas além da conta. Para ajudá-lo, ninguém menos do que o seu maior ídolo, Eric Cantona, que aparece como alucinação.

Para quem não sabe, Cantona foi um jogador de futebol francês que, apesar de não ter conseguido disputar com a seleção de seu país nenhuma copa do mundo, ficou conhecido por sua habilidade no time inglês Manchester United, onde era chamado de “Rei” pela torcida, e por seu gênio difícil (ele chegou a ser suspenso por ter agredido um torcedor)

Com muita simplicidade, o longa conquista tanto aqueles que gostam de futebol e se deliciam com as jogadas fantásticas inseridas no filme, como aqueles que nunca ligaram muito para o esporte, pois a história do carteiro Eric Bishop é ao mesmo tempo comum e inusitada.

Cantona, que já acumula os cargos de ator e técnico de futebol de praia há um tempo, é divertidíssimo em sua auto-representação cheia de frases feitas. Mas é na atuação do inglês Steve Evets que está a força do filme. Com um currículo cheio de participações na tv, é ele quem deixa o Eric ferrado tão simpático aos olhos do público, que torce para seu sucesso.

Além disso, o filme é uma espécie de ode a união, que como se sabe, faz a força e derrota qualquer obstáculo, mas não chega nem perto de ser panfletário como outros com o mesmo tema são.

Bom para sair leve do cinema e para ver a qualquer hora. Daqueles que vale a pena conhecer.

Sem dúvida, uma boa opção para a Mostra.

Um Grande Momento

Feche os olhos e escolha a sua personalidade.

Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)
Cannes: Palma de Ouro

Links

Comédia
Direção: Ken Loach
Elenco: Steve Evets, Eric Cantona, Stephanie Bishop, Gerard Kearns, Stefan Gumbs, Lucy-Jo Hudson, John Henshaw, Greg Cook, Smug Roberts, Johnny Travis, Matthew McNulty
Roteiro: Paul Laverty
Duração: 116 min.
Minha nota: 8/10