(Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus, EUA, 2006)
Drama

Direção: Steven Shainberg

Elenco: Nicole Kidman, Robert Downey Jr., Ty Burrell, Jane Alexander, Harris Yulin, Emmy Clarke, Genevieve McCarthy

Roteiro: Patricia Bosworth (livro), Erin Cressida Wilson

Duração: 122 min.

Diane Arbus foi uma das mais importantes fotógrafas do século XX. Especialista em retratos, revelava com eles as minorias esquecidas e excluídas pela sociedade, pelo simples fato de serem diferentes.

O filme, baseado na biografia da artista, traz às telas uma recriação poética e fantástica de como teria sido sua vida. Desde a relação com seus pais, famosos pelas confecções com peles de animais, até seu trabalho em um campo de nudismo. Passando pela relação obsessiva com um estranho vizinho, que acabou por mudar toda a sua vida, ao apresentá-la a diversos tipos marginalizados pela sociedade.

Belíssimo enquanto paisagem e muito visual, o filme poderia ser mais ágil em algumas seqüências longas demais. Apesar da boa história, o roteiro não consegue manter o ritmo e exige muita paciência dos espectadores em algumas passagens. A trilha sonora também não ajuda muito.

Kidman e Downey Jr. estão bem nos papéis, assim como Burrell, que interpreta o marido de Airbus.

Vale mais pela criação delirante sobre uma artista real, do que por seu resultado final como cinema, embora a fotografia de Bill Pope faça muito e seja, realmente, boa.

Um Grande Momento
Apesar das belíssimas cenas, o filme não teve nenhum grande momento para mim.



Links

Site Oficial