(Sleepy Hollow, EUA/ALE, 1999)

Fantasia/Terror
Direção: Tim Burton
Elenco: Johnny Depp, Christina Ricci, Miranda Richardson, Michael Gambon, Casper Van Dien, Jeffrey Jones, Christopher Lee, Christopher Walken, Martin Landau
Roteiro: Washington Irving (conto), Andrew Kevin Walker
Duração: 111 min.

A parceria Tim Burton e Johnny Depp sempre dá bons frutos. Com o visual sombrio, característico de Burton, e um interpretação inspirada de Depp, acompanhamos uma história famosa nas terras do Tio Sam, na qual um detetive, Ichabod Crane, cheio de técnicas e métodos investigativos é enviado de Nova York à pequena cidade de Sleepy Hollow, onde três corpos foram encontrados sem cabeça.

Ichabod começa as investigações sobre o caso e recebe a ajuda da não menos estranha Katrina Van Tassel (Ricci) e vai se emaranhando em uma rede de pistas sobrenaturais.

O filme é muito interessante por seu visual e por seu roteiro. A fotografia, de Emmanuel Lubezki; os cenários, de Peter Young; e a direção de arte, divida entre Ken Court, John Dexter e Andy Nicholson, criam o clima sombrio perfeito para o desenvolvimento da história.

Danny Elfman, também parceiro antigo de Burton, faz aquilo que mais sabe: compor uma trilha sonora que cria nos espectadores exatamente aquilo que o diretor mais precisava para aquela cena.

O elenco está perfeito. Depp e Ricci estão muito confortáveis nos papéis e Christopher Walken está maravilhoso como o vilão.

O conjunto todo da obra resulta em um filme interessantíssimo, mas muitas vezes mal compreendido pela crítica. Eu considero tão indispensável que tenho em casa.

Um Grande Momento

A descoberta da árvore.

Prêmios e indicações (as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Cenografia, Fotografia, Figurino (Colleen Atwood)
BAFTA: Efeitos Especiais (Jim Mitchell, Kevin Yagher, Joss Williams, Paddy Eason), Figurino, Desenho de Produção (Rick Heinrichs)
MTV: Vilão (Christopher Walken)

Links

No IMDb