O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro anunciou hoje (27) os longas, médias e curtas-metragens selecionados para sua 48ª edição. O festival acontece de 15 a 22 de setembro, na capital federal.

O cineasta Renato Barbieri, o crítico Sérgio Moriconi e o doutor em comunicação Pablo Gonçalo escolheram os títulos que competirão no festival. Dentre 130 longas inscritos, seis foram selecionados com representantes do Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Sul.

Os longas selecionados foram:

 A Família Dionti, de Alan Minas (RJ)

A Família Dionti, de Alan Minas;

Fome, de Cristiano Burlan (SP) - Foto de Helder Filipe Martins

Fome, de Cristiano Burlan

Santoro - O Homem e sua Música, de John Howard Szerman (DF)

Santoro – O Homem e sua Música, de Johan Howard Szerman

Big Jato, de Claudio Assis (PE)

Big Jato, de Cláudio Assis

Para Minha Amada Morta, de  Aly Muritiba (PR)

Para Minha Amada Morta, de Aly Muritiba

Prova de Coragem, de Roberto Gervitz (RS)

Prova de Coragem, de Roberto Gervitz.

Na categoria média e curta-metragem, foram mais de 450 inscritos. Os escolhidos pela comissão de seleção foram:

A Outra Margem, de Nathália Tereza;
À Parte do Inferno, de Raul Artuso;
Afonso É uma Brazza, de Naji Sidki e James Gama;
Cidade Nova, de Diego Hoefel;
Command Action, de João Paulo Miranda Maria;
Copyleft, de Rodrigo Carneiro;
História de uma Pena, de Leonardo Mouramateus;
O Copro, de Lucas Cassales;
O Sinaleiro, de Daniel Augusto;
Quintal, de André Novais Oliveira;
Rapsódia para o Homem Negro, de Gabriel Martins;
Tarântula, de Aly Muritiva e Marja Calafange.

Além da mostra competitiva, o festival apresenta a Mostra Brasília, que acontece de 17 a 21 de setembro no Cine Brasília, com sessões às 17h e filmes produzidos no Distrito Federal.
Outros eventos programados para o festival são a Mostra Continente Compartilhado, com filmes nacionais e coproduções com outros países; a Mostra Panorama Brasil, com a exibição de cinco longas convidados; e o Festivalzinho, composto com filmes infantis.

Mantendo a tradição, ainda estão previstos fóruns, seminários, lançamentos de filmes e DVDs e debates com os diretores dos filmes.