Terminou ontem (30/11), o 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em uma noite marcada pela exibição da cópia restaurada de “O Leão de Sete Cabeças”, filme de 1970 que Glauber Rocha realizou na África durante seu exílio.

O Céu sobre os Ombros“, de Sérgio Borges, levou o Candango de melhor filme 35mm, enquanto o melhor curta foi “Acercadacana”, de Felipe Peres Calheiros. O curta digital “Traz Outro Amigo Também”, de Frederico Cabral se destacou levando melhor filme, melhor roteiro e melhor montagem.

A noite também foi marcada pela confusão gerada pela publicação antecipada dos resultados por dois grandes portais de internet. Ainda durante o anuncio dos vencedores na festa de premiação, os resultados já podiam ser conferidos na internet, o que levou o público a vaiar vários dos que subiam ao palco.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores:

Filme de longa metragem 35mm

Melhor Filme

Prêmio Especial do Júri 35mm

Melhor Direção

Melhor Ator

  • Fernando Bezerra, de Transeunte

Melhor Atriz

  • Melissa Dullius, de Os Residentes

Melhor Ator Coadjuvante

  • Rikle Miranda, de Alegria

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Simone Sales de Alcântara, de Os Residentes

Melhor Roteiro

Melhor Fotografia

  • Aluizio Raulino, por Os Residentes

Melhor Direção de Arte

  • Gustavo Bragança, por A Alegria

Melhor Trilha Sonora

  • Andre Wakko, Juan Rojo, David Lanskylansky e Vanessa Michellis, por Os Residentes

Melhor Som

  • Som Direto, Edicão de Som e Mixagem de Transeunte

Melhor Montagem

Filme de curta ou média metragem 35mm

Melhor Filme

  • Acercadacana, de Felipe Peres Calheiros

Prêmio Especial do Júri

  • Braxília, de Danyella Proença

Melhor Direção

  • Gabriel Martins e Maurilio Martins, de Contagem

Melhor Ator

  • Vinny Azar e Ícaro Teixeira, por A Mula Teimosa e o Controle Remoto

Melhor Atriz

  • Dira Paes, de Matinta

Melhor Roteiro

  • Danyella Proença, de Braxília

Melhor Fotografia

  • Yuri Cesar, de Cachoeira

Melhor Direção de Arte

  • Maíra Mesquita, de Fábula das Três Avôs

Melhor Trilha Sonora

  • Puriki e índios do alto rio negro, de Cachoeira

Melhor Som

  • Som Direto, Edicão de Som e Mixagem de Matinta

Melhor Montagem

  • Paulo Sano, de Acercadacana
Filme de curta metragem Digital

Melhor Filme

  • Traz Outro Amigo Também de Frederico Cabral

Melhor Direção

  • Pablo Lobato, pelo filme Queda

Melhor Ator

  • Emanuel Aragão, por Só Mais um Filme de Amor

Melhor Atriz

  • Ketellen Coutinho, por Tempo de Criança

Melhor Roteiro

  • Samir Machado de Machado, por Traz Outro Amigo Também

Melhor Fotografia

  • Carol Matias e Elias Guerra, por Entrevãos

Melhor Direção de Arte

  • Daniel Banda, por O Filho do Vizinho

Melhor Trilha Sonora

  • Lucas Marcier, por Tempo de Criança

Melhor Som

  • O Grivo, por Queda

Melhor Montagem

  • O Grivo, por Queda

Prêmio do Júri Popular

Melhor Filme de longa metragem 35mm

  • Amor?, de João Jardim

Melhor Filme de média ou curta metragem 35mm

  • Braxília, de Danyella Proença

Prêmio da Crítica

Melhor longa em 35mm

  • Transeunte, de Eryk Rocha

Melhor curta em 35mm

  • A Mula Teimosa e o Controle Remoto, de Hélio Villela Nunes

Aquisição Canal Brasil

  • Cessão de um Prêmio de Aquisição, no valor de R$ 15.000,00, ao Melhor Curta 35mm selecionado pelo júri Canal Brasil – A Mula Teimosa e o Controle Remoto, de Hélio Villela Nunes

Prêmio Conterâneos

  • Melhor Documentário do Festival – Zé[s], de Piu Gomes