Aconteceu hoje, dia 14, a cerimônia de encerramento e premiação da 38ª edição do Festival de Cinema de Gramado. Com três kikitos, de melhor filme, direção e ator (Caio Blat), o longa Bróder, de Jeferson De, foi o grande vencedor da noite.

Não Se Pode Viver Sem Amor, de Jorge Durán, levou os kikitos de melhor atriz (Simone Spoladore), roteiro (Dani Patarra e Jorge Durán) e fotografia (Luis Abramo).

O prêmio de Melhor Filme Estrangeiro foi para Mi Vida Con Carlos, de Germán Berger-Hertz. Entre os curtas nacionais, o grande vencedor foi Carreto, de Cláduio Marques e Marilia Hughes.

O júri popular escolheu 180º, de Eduardo Vaisman, e Ratão, de Santiago Dellape, como melhor longa e curta nacionais, respectivamente. Já a crítica escolheu, como vencedores, Diário de uma Busca e Babás.

Confira abaixo a lista completa de vencedores:

Júri Oficial – longa-metragem nacional

Melhor filme: “Bróder”, de Jeferson De
Prêmio especial do júri: “O último romance de Balzac”, de Geraldo Sarno
Melhor diretor: Jeferson De, por “Bróder”
Melhor ator: Caio Blat, por “Bróder”
Melhor atriz: Simone Spoladore, por “Não se pode viver sem amor”
Melhor roteiro: Dani Patarra e Jorge Durán, por “Não se pode viver sem amor”
Melhor fotografia: Luis Abramo, por “Não se pode viver sem amor”

Júri Oficial – longa-metragem estrangeiro

Melhor filme: “Mi vida com Carlos”, de Germán Berger-Hertz
Prêmio especial do júri: “La yuma”, por Florence Jaugey
Melhor diretor: Nicolas Pereda, por “Perpetuum mobile”
Melhor ator: Gabino Rodriguez, por “Perpetuum mobile” e Martin Piroyansky, por “La vieja de atrás”
Melhor atriz: Alma Blanco, por “La yuma”
Melhor roteiro: Pablo Meza, por “La vieja de atrás”
Melhor fotografia: Miguel Littin, por “Mi vida com Carlos”

Juri Oficial – curta-metragem

Melhor filme: “Carreto”, de Cláduio Marques e Marilia Hughes
Melhor direção: Rodrigo Grota, por “Haruo Ohara”
Prêmio especial do júri: “Os anjos do meio da praça”, de Alê Camargo e Camila Carrossine
Melhor ator: Flávio Bauraqui, por “Ninjas”
Melhor atriz: Elisa Volpatto, por “Um animal menor”
Melhor roteiro: Cláudio Marques e Marilia Hughes, por “Carreto”
Melhor fotografia: Carlos Ebert, por “Haruo Ohara”

Prêmio da crítica

Melhor longa-metragem nacional: “Diário de uma busca”, de Flávia Castro
Melhor longa-metragem latino: “El vuelco de cangrejo”, de Oscar Ruiz Navia
Melhor curta-metragem nacional: “Babás”, de Consuelo Lins
Prêmio aquisição do Canal Brasil (curta-metragem): “Haruo Ohara”, de Rodrigo Grota

Júri Popular

Melhor filme nacional: “180º”, de Eduardo Vaisman
Melhor filme estrangeiro: “Mi vida con Carlos”, de Germán Berger-Hertz
Melhor filme curta-metragem: “Ratão”, de Santiago Dellape

Troféu Cidade de Gramado -longa-metragem

Melhor filme: “Diário de uma busca”, de Flávia Castro
Melhor filme nacional: “Terra deu, terra come”, de Rodrigo Siqueira
Melhor montagem: Quito Ribeiro e Jeferson De, por “Bróder”
Melhor trilha musical: João Marcelo Bôscoli e Jeferson De, por “Bróder”, e John Ulhoa, Wilson Suroski, Rubens Jacobina e Diamantino Feijó, por “Ponto org”
Melhor direção de arte: Ana Dominoni, por “O último romance de Balzac”
Melhor filme estrangeiro: “El vuelco de cangrejo”, de Oscar Ruiz Navilla

Troféu Cidade de Gramado – curta-metragem

Melhor filme: “Haruo Ohara”, de Rodrigo Grota
Melhor direção de arte: Vicente Saldanha, por “Amigos bizarros de Ricardinho”
Melhor montagem: Paulo Sacramento, por “Ninjas”
Melhor trilha musical: “Amigos bizarros de Ricardinho”