Os amantes de ópera não podem perder a segunda edição Festival Met Opera que começou no dia 13 de agosto e segue até o dia 19 com reapresentações de sete montagens da temporada 2009/10 do Metropolitan Opera House de Nova York.

O evento será realizado em cinemas do Rio (Estação Botafogo, Estação Ipanema e Estação Barra Point), São Paulo (Cine Bombril), Campinas (Cine Topázio Prado), Belo Horizonte (Usiminas Paragem), Curitiba (Cineplex Batel), Porto Alegre (Unibanco Arteplex e GNC Moinhos), Brasília (Embracine Casa Park) e Goiânia (Lumiere Bougainville), com sessões diárias em três horários: às 14h, 17h20 e 20h40. Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) e podem ser adquiridos antecipadamente pela internet (www.ingresso.com) e nas bilheterias dos cinemas.

As produções selecionadas são “Aida” e “Simon Boccanegra”, de Giuseppe Verdi; “Tosca” e “Turandot”, de Giacomo Puccini; “Os Contos de Hoffmann”, de Jacques Offenbach; “Carmen”, de Georges Bizet; e “Hamlet”, de Ambroise Thomas. Além de óperas consagradas, o festival apresenta os melhores intérpretes do mundo, como Plácido Domingo, Natalie Dessay, Anna Netrebko, Joseph Calleja, Roberto Alagna, Eliña Garanča, Renée Fleming e Simon Keenlyside.

De outubro de 2010 a maio de 2011, a LiveMobz transmitirá ao vivo a quinta temporada do “The Met: Live in HD”, cuja programação terá doze óperas – sete inéditas – exibidas simultaneamente em mais de 40 países.

Desde fevereiro de 2009, as óperas – projetadas em alta definição e som 5.1. – foram exibidas em dezenove cidades e vistas por 48 mil espectadores.

Acesse mais informações sobre o festival no site.

Festival Met Opera – Programação

16/08 – segunda-feira

14:00 Os Contos de Hoffman
17:20 Hamlet
20:40 Carmen

17/08 – terça-feira

14:00 Carmen
17:20 Aida
20:40 Simon Boccanegra

18/08 – quarta-feira

14:00 Hamlet
17:20 Contos de Hoffman
20:40 Tosca

19/08 – quinta-feira

14:00 Turandot
17:20 Simon Boccangra
20:40 Aida

Fichas Técnicas

“AIDA”, DE GIUSEPPE VERDI

Condução: Daniele Gatti
Direção: Sonja Frisell
Elenco: Violeta Urmana, Dolora Zajick, Johan Botha, Carlo Guelfi, Roberto Scandiuzzi, Stefan Kocán
Cenários: Gianni Quaranta
Figurinos: Dada Saligeri
Iluminação: Gil Wechsler
Coreografia: Alexei Ratmansky
Direção cênica: Stephen Pickove
Duração: 169 min (incluindo intervalo de 15 min)

SINOPSE
Ambientada no Egito Antigo, “Aida” é uma comovente história de amor e também um drama épico repleto de cenas espetaculares. Uma grandiosa produção e um elenco de vozes poderosas dão vida a essa história no palco do Met (e nas telas de alta definição). A soprano Violeta Urmana dá vida à princesa etíope escravizada, Aida, a mezzo-soprano Dolora Zajick interpreta Amnéris, sua rival, e o tenor Johan Botha representa Radamés, o comandante do exército egípcio. Entre os pontos altos da trilha conduzida por Daniele Gatti está a celebrada Marcha Triunfal.

“TOSCA”, DE GIACOMO PUCCINI

Condução: Joseph Colaneri
Direção: Luc Bondy
Elenco: Karita Mattila, Marcelo Álvarez, George Gagnidze, Paul Plishka
Cenários: Richard Peduzzi
Figurinos: Milena Canonero
Iluminação: Max Keller
Duração: 128 min (não haverá intervalo)

SINOPSE
“Tosca combina a gloriosa inspiração musical de Puccini com a vitalidade melodramática de um grande filme de Hitchcock”, afirma James Levine, diretor musical do Metropolitan Opera House. Apresentada pela primeira vez em 1900, no Teatro Costanzi, em Roma, a ópera conta a história de três pessoas – uma famosa cantora lírica, um artista livre pensador e um sádico chefe de polícia – envolvidas numa rede de paixões e política. A soprano finlandesa Karita Mattila interpreta, pela primeira vez fora de sua terra natal, o papel-título. Luc Bondy, famoso por suas criativas produções para ópera e teatro, é o diretor. O elenco inclui ainda Marcelo Álvarez, como Cavaradossi, e George Gagnidze no papel de Scarpia. A condução é de Joseph Colaneri.

“TURANDOT”, DE GIACOMO PUCCINI

Condução: Andris Nelsons
Direção: Franco Zeffirelli
Elenco: Maria Guleghina, Marina Poplavskaya, Marcello Giordani, Samuel Ramey
Cenários: Franco Zeffirelli
Figurinos: Anna Anni and Dada Saligeri
Iluminação: Gil Wechsler
Coreografia: Chiang Ching
Direção cênica: David Kneuss
Duração: 126 min (não há intervalos)

SINOPSE
A soprano Maria Guleghina interpreta Turandot, uma impiedosa princesa chinesa, que, movida por um ódio mortal aos homens, sentencia à degola os pretendentes que não conseguirem resolver seus enigmas. No papel de Calàf – o homem que finalmente irá conquistar seu amor – está o tenor Marcello Giordani, cujos solos incluem o famoso “Nessun Dorma”. A soprano Marina Poplavskaya e o baixo-barítono Samuel Ramey interpretam a escrava Lìu e o Rei Timur, respectivamente. A condução é de Andris Nelsons.

“SIMON BOCCANEGRA”, DE GIUSEPPE VERDI
Condução: James Levine
Direção: Giancarlo del Monaco
Elenco: Adrianne Pieczonka, Marcello Giordani, Plácido Domingo, James Morris e Stephen Gaertner
Cenários: Michael Scott
Figurinos: Michael Scott
Duração: 176 min (incluindo intervalo de 15 min)

SINOPSE
Com quatro décadas de carreira no Metropolitan Opera House, o lendário tenor Plácido Domingo faz história mais uma vez ao cantar o papel-título do fascinante thriller político de Verdi, originalmente escrito para um barítono. Adrianne Pieczonka, Marcello Giordani e James Morris são as estrelas coadjuvantes nessa trágica e comovente história de um pai e sua filha perdida. O diretor musical do Met Opera, James Levine, é o condutor.

“CARMEN”, DE GEORGES BIZET

Condução: Yannick Nézet-Ségun
Direção: Richard Eyre
Elenco: Barbara Frittoli, Elīna Garanča, Roberto Alagna, Teddy Tahu Rhodes
Cenários: Rob Howell
Figurinos: Rob Howell
Iluminação: Peter Mumford
Coreografia: Christopher Wheeldon
Duração: 185 min (incluindo intervalo de 15 min)

SINOPSE
Dirigida pelo vencedor do Oliver Award, Richard Eyre, Carmen, de Bizet, é uma das óperas mais populares de todos os tempos. “É uma história sobre sexo, violência, racismo e liberdade. Trata-se de uma obra de arte incontestável e sensual em todos os sentidos. E acho que precisa ser chocante”, afirma o diretor. A soprano Elīna Garanča interpreta pela primeira vez em sua carreira a sedutora cigana do título, ao lado do tenor Roberto Alagna, que dá vida ao obcecado Don José.

“HAMLET”, DE AMBROISE THOMAS

Condução: Louis Langrée
Direção: Patrice Caurier / Moshe Leiser
Elenco: Marlis Petersen, Jennifer Larmore, Toby Spence, Simon Keenlyside, James Morris
Cenários: Christian Fenouillat
Figurinos: Agostino Cavalca
Duração: 185 (incluindo intervalo de 15 min)

SINOPSE
As obras de Shakespeare já inspiraram mais adaptações operísticas que as de qualquer outro escritor. Simon Keenlyside e Marlis Petersen emprestam suas habilidades extraordinárias de canto e atuação para os mais inesquecíveis personagens do Bardo, nessa nova montagem de Hamlet, do compositor Ambroise Thomas.

“OS CONTOS DE HOFFMANN”, DE JACQUES OFFENBACH

Condução: James Levine
Direção: Bartlett Sher
Elenco: Kathleen Kim, Anna Netrebko, Ekaterina Gubanova, Kate Lindsey, Joseph Calleja, Alan Held
Cenários: Michael Yeargan
Figurinos: Catherine Zuber
Iluminação: James F. Ingalls
Coreografia: Dou Dou Huang
Duração: 180 min (incluindo intervalo de 18 min)

SINPOSE
O ganhador do Tony Award® Bartlett Sher (South Pacific) dirige a montagem, retornando de seu êxito com O barbeiro de Sevilha. A abordagem ficcional de Offenbach sobre a vida e os amores do escritor romântico alemão E.T.A. Hoffmann é uma fascinante jornada psicológica. O diretor musical do Met, James Levine, conduz o astro tenor Joseph Calleja no papel-título. O elenco ainda inclui Anna Netrebko, como a trágica Antonia, Kate Lindsey, como a ambígua Nicklausse, e Alan Held interpretando os quatro demoníacos vilões.