O que seria dos protagonistas de desenhos animados sem seus fiéis escudeiros? Como complementos de suas personalidades, são eles que ajudam na compreensão de mundo e tornam as jornadas menos penosas. Sem falar que cativam o público e assim ficam na memória dos fãs.

Conhecidos como sidekicks, termo em inglês para designar esses principais ajudantes, eles não existem só nas animações. Que o digam Dr. Watson, Robin, Sancho Pança. E também aparecem animados nas telinhas, como Catatau, Salsicha, Patrick ou Barney Rubble.

No cinema de animação, eles estão em quase todos os longas-metragens. Dentre os mais emblemáticos o nosso escolhido é o Grilo Falante, de Pinóquio (1940). Bem-humorado e sábio, ele foi escolhido pela Fada Azul para ser a consciência do boneco de madeira que ganha vida. Mostrar que a vida não era só farra e brincadeira foi um trabalho difícil e muitas vezes com cara de impossível, mas encarado com dedicação pelo pequeno inseto.

Hours Concours, Grilo abre esse nosso Top, Top, Top, Uh! de parceiros indispensáveis.


Balu (Mogli – O Menino Lobo)

Ninguém precisa de tantas coisas para ser feliz e ao invés de ficar buscando sempre o extraordinário, o bom mesmo é viver em paz com aquilo que é necessário. Essa era a mensagem de Balu para o pequeno Mogli. É com o urso gigante que o menino-lobo parte em busca da civilização.
Dublado no original por Phil Harris.


Burro (Shrek)

Ele é folgado, fala demais, gosta de cantar e não consegue ficar sem se meter em todas as histórias de seu amigo Shrek, mas no meio de tanto falatório ele foi o primeiro a conhecer de verdade o que tinha de bom naquele grande ogro verde e a mostrar ao monstrão que ninguém, nem ele, poderia ser feliz sozinho. Sem falar na namorada boa de briga que ele conseguiu arrumar.
Dublado no original por Eddie Murphy.


Mushu (Mulan)

Ele pode ser um mini-dragão, não ter tido muito sucesso em seus primeiros trabalhos com os ancestrais da família e falar mais do que o necessário, mas ajudou Mulan a encontrar a força que havia dentro dela e foi o companheiro ideal em seus dias de Diadorin nos frontes de guerra da China.
Dublado no original por Eddie Murphy.


Dory (Procurando Nemo)

Essa peixinha desmemoriada pode se esquecer de muitas coisas, mas é uma senhora companheira de viagem e sabe muito bem que precisa chegar em P Sherman, 42, Wallaby Way – Sidney. E não deixa de passar sua mensagem: será que a gente precisa mesmo ficar remoendo as coisas por tanto tempo?
Dublada no original por Ellen DeGeneris.


Mike Wazowski (Monstros S.A.)

Esse monstrinho de um olho só talvez seja o sidekick que mais se reconheceu como coadjuvante. Apesar de ter uma vida independente, com direito a namorada e tudo, ele sempre esteve por perto quando o amigo gigante e famoso precisou dele e ainda ficava feliz com o pouco (ou quase nada) de fama que sobrava para ele.
Dublado no original por Billy Crystal.


Sebastian (A Pequena Sereia)

Ah, que lagosta velha! Sebastian era ranzinza e rabujento, mas nunca deixou de ser preocupado, dedicado e amigo de Ariel, a filha do todo poderoso dos mares Tritão. Ela está apaixonada por um humano mesmo sendo uma sereia e seu companheiro crustáceo tenta mostrá-la que as coisa de longe sempre podem parecer melhores mas o nosso lugar também tem qualidades insuperáveis.
Dublado no original por Samuel E. Wright.


Kronk (A Nova Onda do Imperador)

Quem disse que só os protagonistas tem sidekicks? Kronk é o amante da invejosa e malvada Yzma e está sempre presente em seus mau-feitos para conquistar o trono do metido Kuzco, mas é tão ingênuo e gente boa que ninguém consegue sentir raiva dele. Além disso ele é um pedaço de mau caminho, sabe cozinhar e falar na língua dos esquilos.
Dublado no orignal por Patrick Warburton.


Iago (Alladin)

Já que começamos a falar dos sidekicks do mal, vamos lembrar também de um muito menos simpático que Kronk. Iago, o papagaio traíra que pertencia ao sultão, mas na verdade prestava serviços ao malévolo Jafar era maquiavélico e mesquinho. Mas, ainda assim, era quem tentava controlar a maldade do parceiro poderoso.
Dublado no orignal por Gilbert Gottfried.


Timão e Pumba (O Rei Leão)

A vida do jovem Simba não seria a mesma depois do auto-banimento sem a presença de Timão e Pumba, uma suricata e um javali respectivamente. Os dois ensinam o futuro rei a viver na floresta e conseguem mudar até seus hábitos alimentares com uma filosofia de vida baseada na simplicidade e no auto-perdão. Hakuna matata!
Dublados no original por Nathan Lane e Ernie Sabella.


Lumiére, Horloge e Madame Samovar (A Bela e a Fera)

Doidos para se livrar também do feitiço que uma fada rogou ao príncipe para quem trabalhavam, que transformou em Fera o jovem arrogante e todos os habitantes do castelo em objetos de decoração com vida, o trio tenta fazer seu chefe aprender a controlar seus nervos e conquistar Bela.
Dublados no original por Jerry Orbach, David Ogden Stiers e Angela Lansbury.

E esses foram os sidekicks escolhidos para o nosso Top, Top, Top Uh! de hoje. Você incluiria mais algum?